jusbrasil.com.br
23 de Janeiro de 2019

02 coisas que você precisa saber sobre jornada de trabalho

Empregado, provavelmente seus direitos estão sendo violados, confira!

Reges Soares, Advogado
Publicado por Reges Soares
há 4 meses

A jornada de trabalho é o período diário durante o qual o trabalhador está à disposição do empregador, diante disso existente é inúmeras situações que os direitos do empregado é violado, confira agora duas importantes dicas.

DICA 1

Duração da Jornada de Trabalho

A duração da normal da jornada de trabalho para os empregados em QUALQUER ATIVIDADE PRIVADA é de 08 horas diárias e de 44 horas semanais.

Entre 02 expedientes deve haver um PERÍODO MÍNIMO de 11 horas consecutivas para DESCANSO.

DICA 2

Pausa durante o expediente

Todo empregado com jornada diária SUPERIOR A 04 HORAS tem direitos a PAUSA durante o expediente.

Quando o empregado trabalhar até 06 HORAS POR DIA o descanso deve ser de no mínimo 15 minutos. Nos casos que a Jornada ultrapasse 06 horas é obrigatório intervalo de pelo menos 01 hora.

ATENÇÃO: É POSSIVEL INTERVALO ABAIXO DE 01 HORAS, DESDE QUE, A EMPRESA TENHA REFEITÓRIO E AUTORIZAÇÃO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO.

Essas foram as duas dicas para você sobre jornada de trabalho.


Gostou do artigo? então... Compartilhe com seus amigos ✅ ,deixe seu comentário, caso reste alguma dúvidas pergunte no tópico em baixo.

Me siga no INSTAGRAM

Clicando no link: https://www.instagram.com/regessoares.advogado/

Curta nossa página no FACEBOOK:

Clicando no link: https://www.facebook.com/nobregarochasoaresadvogados/

Fique por dentro dos seus ⚖️ direitos, acompanhando as postagens.

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Acredito que o direito de pausa na jornada de 8 horas, é o mais violado na relação de trabalho. Os empregadores não respeitam essa regra, impondo jornadas diretas, sem pausas. Sem falar que muitas vezes, impedem coisas básicas, como ir ao banheiro e beber água. Quando não há impedimento, há limitação de vezes que o empregado pode suprir suas necessidades fisiológicas. Cúmulo do absurdo.
Bom texto! continuar lendo