jusbrasil.com.br
21 de Agosto de 2019

02 coisas que você precisa saber sobre jornada de trabalho

Empregado, provavelmente seus direitos estão sendo violados, confira!

Reges Soares, Advogado
Publicado por Reges Soares
há 11 meses

A jornada de trabalho é o período diário durante o qual o trabalhador está à disposição do empregador, diante disso existente é inúmeras situações que os direitos do empregado é violado, confira agora duas importantes dicas.

DICA 1

Duração da Jornada de Trabalho

A duração da normal da jornada de trabalho para os empregados em QUALQUER ATIVIDADE PRIVADA é de 08 horas diárias e de 44 horas semanais.

Entre 02 expedientes deve haver um PERÍODO MÍNIMO de 11 horas consecutivas para DESCANSO.

DICA 2

Pausa durante o expediente

Todo empregado com jornada diária SUPERIOR A 04 HORAS tem direitos a PAUSA durante o expediente.

Quando o empregado trabalhar até 06 HORAS POR DIA o descanso deve ser de no mínimo 15 minutos. Nos casos que a Jornada ultrapasse 06 horas é obrigatório intervalo de pelo menos 01 hora.

ATENÇÃO: É POSSIVEL INTERVALO ABAIXO DE 01 HORAS, DESDE QUE, A EMPRESA TENHA REFEITÓRIO E AUTORIZAÇÃO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO.

Essas foram as duas dicas para você sobre jornada de trabalho.


Gostou do artigo? então... Compartilhe com seus amigos ✅ ,deixe seu comentário, caso reste alguma dúvidas pergunte no tópico em baixo.

Me siga no INSTAGRAM

Clicando no link: https://www.instagram.com/regessoares.advogado/

Curta nossa página no FACEBOOK:

Clicando no link: https://www.facebook.com/nobregarochasoaresadvogados/

Fique por dentro dos seus ⚖️ direitos, acompanhando as postagens.

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Acredito que o direito de pausa na jornada de 8 horas, é o mais violado na relação de trabalho. Os empregadores não respeitam essa regra, impondo jornadas diretas, sem pausas. Sem falar que muitas vezes, impedem coisas básicas, como ir ao banheiro e beber água. Quando não há impedimento, há limitação de vezes que o empregado pode suprir suas necessidades fisiológicas. Cúmulo do absurdo.
Bom texto! continuar lendo